Economia

Números da produção

Primeiro trimestre se encerra com boa reação nos números de produção e vendas

Crescimento de vendas puxa o aumento da produção de autoveículos no Brasil

O crescimento consistente das vendas desde a metade do ano passado vem aos poucos puxando para cima o ritmo da produção de autoveículos no Brasil, apesar da baixa nas exportações. Esse é o resumo do balanço do primeiro trimestre divulgado hoje pela Associação Nacional dos
Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA).

A produção de 195,8 mil autoveículos em março foi a melhor em quatro meses e
superou em 3,2% o volume de fevereiro. No acumulado do trimestre, 538 mil unidades deixaram as linhas de montagem, 0,4% a mais que no mesmo período do ano passado. “Acreditamos que os próximos meses serão marcados por aumento contínuo na produção, por isso apostamos muito na nossa previsão de alta de 6% para o ano”, explicou o Presidente da ANFAVEA, Márcio de Lima Leite.

Se essa reação mais relevante ainda é aguardada para a produção de automóveis
e comerciais leves, para o segmento de pesados ela já é realidade. A produção de
caminhões no primeiro trimestre chegou a 29,3 mil unidades, 19,7% acima do mesmo período de 2023. Para ônibus, a alta é ainda maior, de 61,6%, com 6,5 mil chassis fabricados.

Nas vendas internas, o indicador mais revelador do aquecimento é o da média
diária de emplacamentos, que dilui o efeito da quantidade de dias úteis em cada período. A média de 9,4 mil unidades em março cresceu 7,9% em relação a fevereiro e 8,5% sobre março de 2023. No ano, a média diária de emplacamentos já é 12,6% superior à do primeiro trimestre de 2023.

O total de vendas em março foi de 187,7 mil unidades, mês com 3 dias úteis a menos que março do ano passado. Na comparação com fevereiro, houve acréscimo de 13,6%. O volume acumulado no trimestre é de 515 mil autoveículos, 9,1% a mais que no ano passado.

A exportação acumulada se manteve 28% abaixo na comparação com 2023, embora os embarques de março tenham sido os maiores em sete meses, com elevação de 6,5% sobre fevereiro.

Com informações da ANFAVEA.

  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Redação Citizen

    Redação do Portal Citizen

    Artigos relacionados

    Verifique também
    Fechar
    Botão Voltar ao topo