AnápolisEspeciais

Redes Sociais

Raian Fernandes, depois de fazer sucesso produzindo conteúdo “mobile”inicia curso presencial e prático

O profissional destaca a importância da coerência e a busca contínua por conhecimento para produzir no digital

Já não é possível fechar os olhos para os smartphones, os conteúdos digitais tem decidido cada vez mais o desempenho de marcas, projetos e empresas no mundo real. De forma horizontalizada e totalmente focada na prática, o especialista em produção de conteúdo digital Raian Fernandes tem realizado encontros temáticos, com destaque ao workshop prático que aconteceu no último dia 21, em Anápolis.

“Temos que abandonar a superficialidade e a confusão ao produzir conteúdo digital!”, enfatiza.

Ao lado do seu grupo de trabalho com Raphael Borges (Diretor de Audivisual), Fábio Filho (Lançamento Digital) e Wesley Moraes (Produtor Audiovisual) apresentaram diferentes elementos que envolvem a produção para as redes sociais e as plataformas. Ele analisa o potencial em Anápolis e as deficiências na produção mobile, ou na criação de conteúdo consumido em celulares smatphones.

A equipe do Citizen teve a honra de prestigiar a primeira turma e surgiu a oportunidade de saber mais sobre esse universo que a cada dia exige mais profissionalismo, confira entrevista com Raian Fernandes.

1 – Como surgiu a iniciativa deste curso?

A iniciativa para criar este curso surgiu da observação de um cenário digital em constante evolução, onde muitas pessoas estão cometendo erros básicos na criação de conteúdo no dia a dia. Ao perceber essa lacuna, surgiu o desejo de oferecer uma solução prática e eficaz para ajudá-las a aprimorar suas habilidades na produção de conteúdo digital. O objetivo principal é capacitar os participantes acerca dos fundamentos essenciais da criação de conteúdo, desde a identificação do público-alvo até a entrega de mensagens impactantes e relevantes. Essa iniciativa nasceu da vontade de proporcionar conhecimento acessível e aplicável, capacitando as pessoas a se destacarem em um mundo cada vez mais digitalizado e competitivo.

2 – Como o “mobile” surgiu na sua vida como uma alternativa real de renda?

Em 2017 dei meus primeiros passos no mundo criativo, desenvolvendo minhas próprias artes. Foi nesse momento que descobri minha paixão pelo universo criativo e o potencial do mercado digital. O processo de criar e compartilhar conteúdo tornou-se não apenas uma forma de expressão, mas também uma jornada de descoberta e aprendizado contínuo para mim.

Foi através desse envolvimento inicial com a criação de conteúdo que o “móbile” surgiu como uma alternativa real de renda em minha vida. Percebi o poder dos dispositivos móveis como ferramentas acessíveis e versáteis para criar e distribuir conteúdo de maneira eficaz. Com o crescimento da influência dos smartphones e das redes sociais, vi a oportunidade de transformar minha paixão em uma fonte de renda viável.

Eu adaptei minhas habilidades criativas ao contexto móvel, fui capaz de alcançar um público mais amplo e diversificado. Através de plataformas e aplicativos de edição, pude monetizar meu trabalho, oferecendo serviços de design, produção de conteúdo e consultoria criativa para clientes em todo o mundo. Dessa forma o mobile não apenas se tornou uma ferramenta indispensável em minha jornada criativa, mas também abriu portas para oportunidades de negócios e crescimento profissional, sem contar que se tornou uma paixão.

3 – Quais as principais deficiências que você percebe entre os profissionais na cidade quanto ao mobile e redes sociais?

Entre os profissionais na cidade, percebo uma série de deficiências no que diz respeito ao uso do mobile e das redes sociais para criar conteúdo de qualidade. Uma das principais falhas está na falta de compreensão dos fundamentos básicos da criação de conteúdo digital. Muitas pessoas falham ao entender a importância de uma estratégia consistente e direcionada para alcançar seu público-alvo de maneira eficaz.

Além disso, há uma tendência preocupante de inconsistência na qualidade e na freqüência (periodicidade) do conteúdo produzido. Muitos profissionais optam por uma abordagem superficial e desorganizada, resultando em mensagens confusas e pouco envolventes. A falta de planejamento e consistência compromete a credibilidade e a eficácia de sua presença online.

Outra deficiência comum é a falta de habilidades técnicas e criativas necessárias para aproveitar ao máximo as plataformas móveis e as redes sociais. Muitos profissionais não dominam as ferramentas e técnicas de edição de conteúdo, limitando assim seu potencial de impacto e alcance. Além disso, a resistência à adaptação e à inovação é uma barreira significativa para muitos profissionais. Com a rápida evolução do cenário digital aqueles que não estão dispostos a aprender e se adaptar às novas tendências e tecnologias estão fadados a ficar para trás.

Superar essas deficiências requer um compromisso com a aprendizagem contínua, a prática consistente e uma abordagem proativa para se manter relevante e competitivo no mercado digital em constante evolução.

4 – Qual o potencial a cidade de Anápolis tem para a expansão dos serviços de mobile e gestão de redes sociais?

O município apresenta um grande potencial para a expansão dos serviços de mobile e gestão de redes sociais. Com uma população dinâmica e empreendedora, a cidade oferece um ambiente propício para o desenvolvimento e atualização no mercado digital. Primeiramente, Anápolis possui uma base sólida de profissionais talentosos e criativos, prontos para se adaptarem às demandas do mercado digital.

Com uma comunidade ávida por conhecimento e oportunidades de crescimento existe um grande interesse em aprender e desenvolver habilidades relacionadas ao uso de dispositivos móveis e gerenciamento de redes sociais. Além disso, a cidade conta com um cenário empresarial diversificado e em constante crescimento. Empresas de diversos setores estão reconhecendo a importância de uma forte presença online e estão buscando profissionais capacitados para ajudá-las a alcançar seus objetivos de marketing digital. Isso abre amplas oportunidades para prestadores de serviços de mobile e gestão de redes sociais se estabelecerem e crescerem em Anápolis.

Outro fator crucial é a crescente conectividade e acesso à internet na cidade. Com mais pessoas utilizando smartphones e redes sociais como parte integrante de suas vidas diárias, há uma demanda crescente por serviços que ajudem indivíduos e empresas a aproveitar ao máximo o potencial dessas plataformas.

5 – Qual a mensagem que você deixa para as pessoas que tem interesse em começar nesse caminho?

Para aqueles que aspiram começar sua jornada na criação de conteúdo através de dispositivos móveis, minha mensagem é simples: mergulhe com entusiasmo, mas com propósito. O mundo digital oferece um vasto oceano de oportunidades, onde cada postagem, foto ou vídeo pode deixar uma marca duradoura. No entanto, a chave não está apenas em criar, mas em criar com significado.

Ao invés de se deixar levar pela superficialidade das redes sociais, concentre-se em oferecer valor genuíno. Transforme sua paixão em um veículo para informar, inspirar ou entreter. Seja autêntico, compartilhe suas experiências, aprendizados e perspectivas únicas. Lembre-se de que cada conteúdo é uma oportunidade de construir conexões reais com seu público.

Além disso, cultive uma mentalidade de constante aprendizado e aprimoramento. Esteja aberto para experimentar novas técnicas, explorar diferentes formatos e absorver feedbacks construtivos. O caminho para o sucesso na criação de conteúdo móvel é pavimentado com dedicação, consistência e um compromisso incessante com a qualidade.

Portanto, para aqueles que estão prestes a embarcar nessa jornada emocionante, minha mensagem é esta: nunca subestime o poder do seu dispositivo móvel como uma ferramenta de expressão e conexão. Seja verdadeiro consigo mesmo, seja persistente em sua busca pela excelência e, acima de tudo, deixe seu conteúdo brilhar com autenticidade e valor. O mundo está esperando para ouvir sua voz única.

Workshop – Foto: Wesley Moraes/Artwork Films
Foto: Wesley Moraes/Artwork Films
  • Fonte da informação:
  • Leia na fonte original da informação
  • Luiz Eduardo Rosa Silva

    São 12 anos de experiência entre assessorias de comunicação, produção/apresentação de TV e repórter de jornal impresso. Formado em 2011, pela UFG, passei por diferentes editorias de cobertura jornalística e de perfis de assessorias de imprensa, esta última com ênfase para os setores empresarial, sindical, industrial e cultural. Outra frente de atuação é a produção cultural na elaboração de projetos, como também a produção em música e cinema.

    Artigos relacionados

    Botão Voltar ao topo